• Teste do Computador Bits Gamer Junior

    Recentemente foi lançada a versão 2015 do computador Bits Gamer Junior, o “caçulinha” da Oficina dos Bits para jogadores que precisam de equipamento de baixo custo para jogos leves. Resolvemos testa-lo em alguns Games e medir a sua performance para saber se é uma boa opção de compra.

    Especificações:

     

     

    Games

    Foram testados os seguintes Games:

    -Age Of Empires II: HD Edition;

    -Age Of Empires III: Complete Collection;

    -Battlefield 4;

    -Counter Strike: Condition Zero;

    -Dota 2;

    -Grid 2;

    -Left4Dead2;

    -Tomb Raider;

    Grid 2

    No Grid 2 foram utilizadas as seguinte configuração:

    Durante o game foi obtido uma média de 25 FPS. Lembrando que a resolução utilizada foi de 1600 x 900 e  a configuração grafíca no médio.

    Foi possível jogar sem travamentos e a diversão foi garantida, lembrando que a maquina possui uma APU gráfica com 4GB em single channel. Também fizemos testes com 8GB em Dual channel e a média de FPS passou para 35 nas mesmas condições.

     

     

     

    Tomb Raider

    O próximo game a ser testado foi o Tomb Raider, que foi utilizado nas seguinte configuração:

    Foi obtida uma média de 22 FPS, a resolução utilizada foi de 1366 x 768 e os gráficos em qualidade baixa.

    Qualidade gráfica a parte foi possível, jogar o game, sem sofrer com travamentos. E a diversão também foi garantida. Resolvemos testar o game também com 8GB em dual channel, e ficamos surpresos com a diferença de desempenho da APU, foi possível jogar em Full HD com gráficos no low, ficando na média de 30FPS ou em 1600 x 900 com gráficos no médio, mantendo a média de 30 FPS.

     

     

    Battlefield 4

    BF4 foi testado na seguinte configuração:

    bf4 2015-02-18 17-22-14-28

    Foi registrada uma média de 15FPS durante o game, e alguns travamentos.

    A experiencia em Battlefield 4 não foi muito boa entretanto quando colocamos o computador com 8GB em Dual Channel, a diferença de desempenho foi enorme, houve um salto de 15 para 30 FPS, e foi possível jogar nas mesmas configurações sem travamentos. Para quem deseja jogar Battlefield 4 é obrigatório um upgrade de memoria para 8GB em dual channel.

     

    DOTA 2

    O próximo da lista foi o DOTA 2, na seguinte configuração:

    Foi registrada uma média de 25FPS em geral.

    Foi possível jogar sem sentir lentidão ou lag’s, em full HD. Entretanto não testamos este game utilizando memorias em dual channel. Acreditamos que desta forma poderia facilmente ultrapassar os 30 FPS com todas as opções gráficas ativadas.

     

     

    Left4Dead 2

    O próximo game a ser testado, foi o Left4Dead 2, o game foi testado na seguinte configuração:

    A média de FPS foi de 25, passando facilmente dos 30, o game não apresentou lag’s nem nenhum tipo de travamentos.

    Age Of Empires II: HD Edition

    Por ser um game com composição de muitos elementos e exigir um pouco mais de processamento, as configurações utilizadas foram as seguintes:

    Em geral o game se manteve acima de 30 FPS por todo o tempo, jogando online com acumulo de muitas unidades a taxa de FPS caiu para uma média de 28.

    No Age of Empires II foi utilizada a seguinte configuração:

    O jogo se comportou com uma média de 23 FPS, foi possível jogar sem lag’s ou travamentos.

    Counter Strike: Condition Zero:

    No CS, não tivemos nenhuma surpresa, média de 60 FPS, e o game se desenrolou muito bem na APU.

     

     

    Conclusão:

    Aqui deixamos claro, o que este computador é capaz de fazer, inicialmente havia uma grande expectativa por nossa parte que este computador pudesse rodar com qualidade Games mais novos como o Battlefield 4, percebemos que o impedimento para que isto acontecesse seria a limitação de banda das memorias, entretanto isto é algo que pode ser resolvido. Por outro lado para os fãs de games mais antigos ficou claro que a maquina têm capacidade para rodar títulos mais antigos com qualidade gráfica e alguns dos títulos mais novos com qualidade média. O Bits Gamer Junior, é uma maquina que utiliza uma APU AMD,e está APU é dependente da qualidade das memorias que você possui em seu computador. Se em um determinado momento você sentir a necessidade de melhorar o desempenho gráfico, isto é possível de ser feito através de um upgrade de memoria, que permita a APU trabalhar em 128 Bits. Pelos testes que foram feitos, constatamos que é possível ganhar em média 10 FPS, desde que estas memorias estejam em dual channel. Por ser um computador de baixo custo recomendamos que seja utilizado para jogar títulos de games mais antigos, mas se o usuário desejar jogar games mais novos isso se faz possível através de um upgrade de memoria ou de VGA.

    age3 2015-02-19 14-09-08-41

    bf4 2015-02-18 17-22-14-28

     
  • Nvidia série 9, GTX 980 e GTX 970, a série que você não vai querer ficar sem

    gtx980

     

    Lançada oficialmente dia 18 de setembro, a Série 9 da NVIDIA chegou já dando o que falar. Com arquitetura Maxwell e 1664 CUDA Cores, a NVIDIA promete GPUs com 35% a mais de desempenho que os modelos com chips de arquitetura Kepler. Conheça aqui as diferenças, configurações e é claro, se vale a pena investir em placas GeForce GTX 980 ou GTX 970.

    Continue lendo esse artigo »

     
  • SSD em notebook, entenda as vantagens de ter um

    ssd

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Quando o assunto é notebook e seu armazenamento você provavelmente já ouviu falar na sigla ssd. Mas, afinal, o que é ssd? Visto como a evolução do tradicional disco rígido HD, muito se fala a respeito dele e, para você saber tudo sobre esse tipo de armazenamento, aqui é possível tirar todas as suas dúvidas.

     

    Continue lendo esse artigo »

     
  • Computador Gamer. Lançamento da linha Bits Gamer 2015

    Bits Gamer 2015

     

     

     

     

     

     

     
    Para você, que não aguentava mais esperar, hoje foi feito o lançamento da linha de computadores Bits Gamer 2015.

     

    Idealizada para as mais exigentes necessidades e para todo tipo de entusiasta a linha Bits 2015 veio para impressionar.

     

    Continue lendo esse artigo »

     
  • DisplayPort, entenda.

    Untitled-1

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Como dito em nossos outros post sobre cabos HDMI, VGA e DVI, se tratando de cabo  tudo se resume a qualidade de transmissão de dados, o sinal transmitido, assim como, a tensão necessária . Neste post vamos falar do DisplayPort e explicar o porque de sua existência.

     

    Lançado em 2006 pela VESA (video Electronics Standards Association — a associação que define os padrões de vídeo) o DisplayPort vem com suporte para alta resolução de 3840 x 2160 pixels, transmissão de dados de até 10.8 gigabits e suporte para áudio digital de até oito canais.

     

    Enquanto o HDMI e o DVI necessitam de tensões acima dos 3 V (volts), o DisplayPort funciona bem com apenas 2 V. A tensão mais baixa permite que os controladores DisplayPort sejam integrados diretamente em chipsets produzidos usando técnicas de 45 nm (que possuem um limite prático de 2.5V para a tensão), eliminando a necessidade de circuitos especializados ou de controladores externos.

     

    Continue lendo esse artigo »

     
  • Placas Mãe com chipset Intel H97

    H97_capa

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    A Intel lançou a tão esperada série 9 de chipset para placas mãe, caso ainda reste uma dúvida confira aqui o detalhamento delas.

     

    Continue lendo esse artigo »

     
  • HDMI, quando, como e por que

    hdmi display port

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Sabemos que o HMDI, o DisplayPort, O DVI e o VGA existem com um sentido e são usados por uma razão. Já explicamos a diferença entre o DVI e o VGA em nosso post sobre o assunto, inclusive explicando as diferenças do DVI (sim elas existem e são explicadas aqui), agora saiba como deve usar o HDMI, entenda suas versões e o por que da sua utilização.

     

    Continue lendo esse artigo »

     
  • Oficina dos Bits entre as 15 melhores lojas online de eletrônicos

    e-bit

     

     

     

     

     

     

     

    O E-bit é referência no fornecimento de informações sobre o e-commerce nacional. Integrado ao Buscapé, o E-bit classificou mais de 21 mil lojas, incentivando ou avisando os riscos de se comprar em uma loja virtual. Para os consumidores, o e-Bit atua como um consultor de compras online, publicando em seu site a certificação das lojas virtuais por excelência de serviços obtida a partir das avaliações de pessoas que efetivamente realizaram compras na internet.

    A classificação da loja funciona por categorias: “medalhas” Diamante, Ouro, Prata, Bronze e Em Avaliação. Isso exige uma série de qualificações da loja, como ter um número mínimo de avaliações positivas, pontualidade na entrega, alto índice de retorno de consumidores e sigilo com dados de clientes. O ranking mensal e geral faz a classificação com base nas maiores notas em “Pesquisa de satisfação de compra” e “Pesquisa de satisfação de entrega”. A Oficina dos Bits é possuidora da Medalha Ouro desde 2010.

    Continue lendo esse artigo »

     
  • Cabo VGA e DVI, entenda as diferenças

    Entradas_blog

     

     

     

     

     

     

     

     

    Criado em 1987, pela IBM, o padrão de vídeo VGA (video Graphics Array) ou conector VGA, permitia a transmição de 640 x 480 pixels com 256 cores. Hoje com a evolução tecnologica de aparelhos televisores, assim como monitores, passamos a ter os conectores DVI, com algumas segmentações. Entretanto, qual a diferença entre eles e quando necessito de cada um?

    Continue lendo esse artigo »

     
  • Mantle: Jogos com desempenho superior de até 50%

    mantle blog 2

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Associado aos últimos lançamentos de processadores gráficos, a AMD introduziu a API Mantle, baseada em conceitos premiados de bibliotecas gráficas usadas nos consoles de jogos de última geração – Sony PlayStation 4 e Microsoft xbox One – e otimizada para as últimas gerações de processadores gráficos. Isso possibilita o uso das GPUs de forma muito mais eficiênte e capaz de processar até 10 vezes mais elementos gráficos em cena e gerar imagens incrivelmente reais em jogos.

    Entretanto, quais são os resultados práticos encontrados pelo consumidor que não sabe nada sobre essas tecnologias? Como ele enverga em seu dia a dia  essa evolução? A resposta é simples: performance, fluidez dos aplicativos e aproximação da realidade.

    Continue lendo esse artigo »