Teste da Fonte de Alimentação OCZ StealthXStream 600 W

Introdução

A fonte de alimentação StealthXStream 600 W da OCZ tem uma ventoinha de 120 mm, é compatível com o padrão EPS12V, tem dois conectores de alimentação para placas de vídeo voltada a sistemas SLI ou CrossFire, sem falar que seu preço é extremamente atrativo, custando nos EUA menos de US$ 90. A StealthXStream é uma boa fonte? Será que ela pode realmente fornecer sua potência rotulada? Vamos dar uma nova olhada nesta fonte, já que atualizamos este artigo para incluir os resultados dos testes de carga.

1

Figura 1: OCZ StealthXStream 600 W.

Nós gostamos do conceito desta fonte de alimentação: ela tem as mesmas características encontradas em fontes de alimentação topo de linha – ventoinha de 120 mm, PFC ativo e alta eficiência (80% em 120 V e 83% em 230 V) – exceto o sistema de cabeamento modular, com um preço relativamente baixo. Claro que veremos se o que há dentro desta fonte está de acordo com nossas expectativas.

Eficiência significa menor perda de energia elétrica – uma eficiência de 80% significa que 80% da potência extraída da rede elétrica é convertida em potência nas saídas da fonte de alimentação e apenas 20% é desperdiçada, ou melhor, transformada em outro tipo de energia, como calor. Isto é traduzido em menor consumo da rede elétrica (já que menos potência é consumida de modo a gerar a mesma quantidade de potência em suas saídas), o que significa uma conta de luz mais baixa – só para você ter uma idéia, fontes de alimentação convencionais possuem uma eficiência inferior a 70%.

O PFC ativo (Fator de Correção de Potência), por outro lado, oferece uma melhor utilização da rede elétrica e permite que esta fonte de alimentação esteja de acordo com leis européias, o que permite a OCZ vendê-la neste continente (você pode ler mais sobre PFC em nosso tutorial Fontes de Alimentação). Na Figura 1 você pode ver que esta fonte de alimentação não tem uma chave 110V/220V, característica esta presente em fontes de alimentação com PFC ativo. Na verdade, um truque para verificar se uma fonte de alimentação tem ou não PFC ativo é verificar a existência ou não desta chave.

Esta fonte de alimentação utiliza uma excelente solução de refrigeração. Em vez de ter uma ventoinha na sua parte traseira, sua ventoinha está localizada na parte de baixo da fonte, como você pode ver na Figura 1 (a fonte de alimentação está de cabeça para baixo). Uma grade foi colocada no lugar da ventoinha traseira, como você pode ver. Como a ventoinha usada é maior do que as ventoinhas normalmente usadas nas fontes de alimentação esta fonte não é apenas mais silenciosa do que as fontes tradicionais, mas também oferece um melhor fluxo de ar.

Esta fonte tem cinco cabos de alimentação para periféricos: dois cabos de alimentação auxiliar PCI Express; um cabo de alimentação para periféricos contendo dois conectores padrão e um conector de alimentação para unidade de disquete; um cabo de alimentação para periféricos contendo três conectores padrão; e um cabo de alimentação Serial ATA contendo três conectores de alimentação SATA.

Aqui foi onde a OCZ economizou algum dinheiro: outras fontes de alimentação topo de linha de 600 W têm pelo menos um cabo de alimentação com três conectores SATA a mais. Portanto se você tiver mais do que três dispositivos SATA (discos rígidos ou unidades ópticas) você precisará usar um adaptador para converter os plugues de alimentação para periféricos em plugues de alimentação SATA.

No que diz respeito à estética, a OCZ usou acabamento de nylon em todos os cabos e este acabamento parte de dentro da fonte.

Esta fonte de alimentação tem dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V. O conector de alimentação principal pode ser usado tanto em placas-mãe com conector de 20 pinos quanto de 24 pinos.

2

Figura 2: Conectores de alimentação da placa-mãe e da placa de vídeo.

A bitola de todos os fios usados nesta fonte de alimentação é 18 AWG, o que é bom para a categoria desta fonte, e a bitola dos fios de +12V (amarelos) usados nos conectores da placa-mãe é 16 AWG (isto é, mais grosso), o que é excelente. Fontes de alimentação baratas usam fios com bitolas 20 AWG ou até mesmo 22 AWG, que são mais bem mais finos.

Apesar de a OCZ ter pago para ter o seu próprio número UL, esta fonte de alimentação é na realidade fabricada pela FSP. O nome FSP estava gravado na placa de circuito impresso da fonte.

3

Figura 3: Esta fonte de alimentação é fabricada pela FSP.

Mas… Espera um minuto! Esta placa de circuito impresso (número de série 3BS0110312GP) é exatamente a mesma usada pela GameXstream da OCZ e pela ZM600-HP da Zalman! Serão que eles são os mesmos produtos mas com nomes diferentes? Vamos desmontar esta fonte para verificarmos isso.

Distribuição da Potência

Na Figura 14 você pode ver a etiqueta contendo todas as especificações de alimentação da StealthXstream 600 W.

4

Figura 14: Etiqueta da fonte de alimentação.

Esta fonte de alimentação tem quatro barramentos virtuais divididos da seguinte forma:

* +12V1 (fio amarelo com listra azul): Conector ATX12V rotulado como “CPU1”.
* +12V2 (fio amarelo com listra verde): Conector ATX12V rotulado como “CPU2”.
* +12V3 (fio amarelo sólido): Cabo principal da placa-mãe e todos os conectores para periféricos.
* +12V4 (fio amarelo com listra preta): Conectores de alimentação auxiliares para placas de vídeo.

Para uma melhor distribuição nós achamos que a OCZ deveria ter colocado os cabos de alimentação das placas de vídeo em barramentos separados, colocando os dois conectores ATX12V no mesmo barramento (mas mantendo-os usando fios separados).

Outro pequeno problema com os conectores de alimentação auxiliares da placa de vídeo é a forma como eles são conectados. De dentro da fonte de alimentação partem apenas três fios de +12 V para alimentá-los, portanto parece que este cabo foi originalmente desenvolvido para usar apenas um conector de alimentação auxiliar para placa de vídeo e a OCZ adaptou este cabo para incluir um segundo conector de 6 pinos. O primeiro fio de +12 V no cabo é conectado exclusivamente no plugue rotulado como “PCI-E1”, enquanto que os outros dois fios são divididos em cinco fios distribuídos nos dois conectores. Nós preferiríamos ver cada conector usando fios individuais partindo de dentro da fonte.

Vamos agora ver se esta fonte de alimentação pode realmente fornecer 600 W de potência.

Testes de Carga

Nós fizemos vários testes com esta fonte de alimentação como descrevemos em nosso artigo Nossa Metodologia de Testes de Fontes de Alimentação.

Primeiro nós testamos esta fonte com cinco padrões diferentes de carga, tentando extrair em torno de 20%, 40%, 60%, 80% e 100% da sua capacidade máxima rotulada (na linha “% Carga Máx” nós listamos a porcentagem usada), observando como a fonte testada se comportava em cada carga. Na tabela abaixo nós listamos os padrões de carga usados e os resultados para cada carga.

Nós conectamos os dois conectores ATX12V desta fonte de alimentação na entrada +12VB do nosso testador de carga. Isto significa que esta entrada foi conectada nos barramentos +12V1 e +12V2 da fonte de alimentação. Todos os outros plugues foram conectados na entrada +12VA do nosso testador de carga, o que significa que esta entrada estava conectada aos barramentos +12V3 e +12V4 da fonte de alimentação.

Se você somar todas as potências listadas para cada teste você pode encontrar um valor diferente do que publicamos na linha “Total” abaixo. Como cada saída pode ter uma pequena variação (por exemplo, a saída de +5V trabalhando a 5,10 V) a quantidade total de potência sendo fornecida é um pouco diferente do valor calculado. Na linha “Total” estamos usando a quantidade real de potência sendo fornecida, medida pelo nosso testador de carga.

5

Atualizado em 22/01/2010: O clube do Hardware voltou a testar esta fonte de alimentação usando o nosso novo wattímetro GWInsteak GPM-8212, que é um instrumento de precisão, apresentando precisão de 0,2% e, desta forma, lendo os valores corretos para a potência CA e eficiência (resultados marcados com “2” na tabela acima; os resultados marcados com “1” foram medidos com o nosso wattímetro anterior da Brand Electronics, que não é tão preciso como você pode ver). Nós também adicionamos valores para a tensão CA durante nossos testes, o que é importante de se saber, já que a eficiência é diretamente proporcional à tensão CA (quanto maior a tensão, maior é a eficiência). Fabricantes normalmente divulgam a eficiência com a fonte trabalhando em 230 V, o que infla a eficiência anunciada. Outro parâmetro que adicionamos foi o fator de potência, que mede a eficiência do circuito PFC ativo da fonte de alimentação. Este número tem de estar o mais próximo de 1 o possível.

A OCZ StealthXStream 600 W pode realmente fornecer sua potência rotulada a 49,5°C mantendo a eficiência acima de 80% se você puxar até 80% de sua carga rotulada (isto é, até 480 W), mantendo-se por volta de 83% se você puxar entre 40% e 60% da carga rotulada (entre 240 W e 360 W). Esses resultados são bons para um produto nesta faixa de preço, mas claro que nós gostaríamos de ver uma eficiência maior quando a fonte de alimentação forneceu sua carga máxima de 600 W para manter os bons resultados obtidos em cargas mais leves.

A regulação da tensão durante todos os testes (incluindo os testes de sobrecarga que apresentaremos na próxima página) foi excelente, com todas as saídas dentro de 3% de suas tensões nominais – a especificação ATX define que todas as saídas devem estar dentro de 5% de suas tensões nominais – inclusive a saída -12 V, que normalmente não gosta de ficar dentro de uma faixa tão apertada.

Testes de Sobrecarga

Nós estávamos realmente curiosos para ver qual era a quantidade de potência máxima que esta fonte poderia realmente fornecer, especialmente porque pelo o projeto usado nós suspeitávamos que ela poderia fornecer muito mais do que a potência rotulada.

Nós tentamos não apenas ver a quantidade máxima de potência que poderíamos extrair desta fonte com ela funcionando dentro de suas especificações como também se todas as suas proteções estavam funcionando corretamente. Como você já sabe, fontes de alimentação normalmente queimam quando tentamos extrair mais do que ela é capaz de fornecer se ela não tem proteção contra sobrecarga de potência (OLP ou OPP; essas duas siglas significam a mesma coisa).

A primeira coisa que gostamos de fazer é testar se a proteção contra sobrecarga de corrente (OCP) está ativa e em que nível ela está configurada. Dentro das fontes de alimentação todos os barramentos de +12 V são conectados em um mesmo local e a diferença entre eles é que cada grupo de fios usa um circuito de proteção contra sobrecarga de corrente (OCP) separado. Nós vimos muitas fontes com o OCP configurado com valores mais altos do que o impresso na etiqueta da fonte, ou simplesmente desabilitado, o que transforma a fonte em um produto com um único barramento.

Para testar este recurso nós removemos todos os cabos do nosso testador de carga deixando apenas o cabo de principal da placa-mãe. Feito isso nós aumentamos a corrente em +12 V até que a fonte desligasse. Na OCZ StealthXStream 600 W isto aconteceu quando extraímos mais do que 18 A, o que é um milagre: esta é a primeira fonte de alimentação que vimos que tinha o seu circuito OCP configurado com o mesmo valor que estava impresso na etiqueta. Normalmente em fontes de alimentação que têm o circuito OCP configurado corretamente o fabricante configura este circuito com 1 A ou 2 A acima do valor que está estampado na etiqueta.

A partir do teste número cinco apresentado na página anterior, nós começamos a aumentar as correntes para ver a quantidade máxima de potência que poderíamos extrair desta fonte antes que ela desligasse (caso ela tenha algum tipo de proteção contra sobrecarga) ou queimasse (caso ela não tenha).

Nós ficamos felizes em saber que esta fonte não liga se você tentar extrair mais potência do que ela pode fornecer – o engraçado é que o fabricante não lista a proteção contra sobrecarga de potência (OPP ou OLP; essas duas siglas significam a mesma coisa) como sendo um recurso desta fonte. A quantidade máxima de potência que conseguimos extrair desta fonte está descrita abaixo.

6

Neste teste todas as saídas estavam dentro das especificações e o nível de ruído na entrada +12VA do nosso testador de carga era de 56,8 mV, na entrada +12VB o nível de ruído era de 60,2 mV, na entrada de +5 V o nível de ruído era de 26,8 mV e na entrada de +3,3 V o nível de ruído era de 20,4 mV.

A proteção contra curto-cirtuito (SCP) funcionou bem para ambas as linhas de +5V e +12 V.

Quando sua ventoinha está girando lentamente a fonte é realmente silenciosa, mas assim que ela começa girar em sua velocidade de rotação máxima – o que acontece quando a temperatura da fonte atinge 30°C – o nível de ruído ficou alto.

Principais Características

As principais especificações técnicas da fonte de alimentação OCZ StealthXstream 600 W são:

* ATX12V 2.2.
* Potência nominal rotulada: 600 W.
* Potência máxima medida: 736,2 W a 48,2°C.
* Eficiência rotulada: 83% em 230 V ou 80% em 120 V.
* Eficiência medida: entre 78,6% e 83,3% em 115 V (nonimal, ver testes para tensão realmente usada).
* PFC ativo: Sim.
* Conectores de alimentação: Um conector 20/24 pinos e dois conectores ATX12V (juntos eles formam um conector EPS12V).
* Conectores de alimentação da placa de vídeo: Dois conectores de 6 pinos.
* Conectores de alimentação para periféricos: Cinco, um cabo com três conectores de alimentação para periféricos e outro cabo com dois conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para a unidade de disquete.
* Conectores de alimentação SATA: Três.
* Proteções: Sobretensão (OVP, não testada), sobrecarga de corrente (OCP, testada e funcionando), curto-circuito (SCP, testada e funcionando) e sobrecarga de potência (OPP, não listada pelo fabricante, mas testada e funcionando).
* Mais informações: http://www.ocztechnology.com
* Verdadeiro fabricante: FSP

Conclusões

Nós adoramos esta fonte de alimentação. O motivo? Porque ela tem exatamente o mesmo projeto das duas outras excelentes fontes topo de linha, a OCZ GameXstream 700 W e a Zalman ZM600-HP, mas custando muito menos – apenas US$ 85 nos EUA, em média. Para a maioria dos usuários esta é uma excelente compra. Esta fonte não apenas custa menos do que produtos concorrentes de 600 W, mas é também capaz de fornecer 735 W!

A única diferença interna entre a OCZ StealthXstream 600 W e esses dois outros modelos topo de linha são os retificadores usados na saída +12V, capazes de fornecer menos corrente (e conseqüentemente menos potência). Mas mesmo assim ela ainda é boa o suficiente para a maioria dos usuários. Os outros componentes são exatamente os mesmos.

Existem, no entanto, algumas diferenças externas que podem influenciar negativamente na compra desta fonte. Ela tem apenas três conectores de alimentação SATA (as outras duas fontes têm seis) e cinco conectores de alimentação para periféricos (a GameXstream 700 W tem seis e a Zalman ZM600-HP tem sete) e ela não tem um sistema de cabeamento modular. Portanto se você está pensando em instalar mais do que três dispositivos SATA (ou seja, discos rígidos e unidades ópticas) você deveria procurar por um produto diferente, a menos que você não se importe em usar adaptadores para converter conectores de alimentação para periféricos em conectores de alimentação SATA – o que não é uma má idéia devido ao baixo custo desta fonte.

Para consideramos esta fonte como sendo um produto “perfeito”, nós gostaríamos de ver a eficiência acima de 80% quando a fonte fornece 600 W, mas a eficiência nas demais cargas não é ruim, sempre entre 80% e 83%.

De qualquer maneira, nós achamos esta fonte um excelente produto para o usuário médio, sendo uma fonte com uma das melhores relações custo/benefício do mercado.

Fonte: Clube do Hardware

http://www.oficinadosbits.com.br/products/listar.asp?Classe=Fonte

Um pensamento sobre “Teste da Fonte de Alimentação OCZ StealthXStream 600 W

  • 27 de dezembro de 2014 em 8:27
    Permalink

    Gostaria de saber se a fonte 600 W ai das fotos roda bem uma Placa Radeon HD 4890

    Agradeço.

    Sergio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *