microsd

Caso você tenha algum cartão microSD por aí sem uso, veja a seguir como tirar o máximo proveito dele. Eles são pequeninos e fáceis de perder, possuindo capacidade bem além do seu diminuto tamanho. Porém, não há razão para não usá-los quando se pode fazer tanta coisa com eles.

Tamanhos e usos
Apesar de minúsculos, eles possuem um grande leque de capacidades e classificações. Existem os cartões comuns, chamados de SDSC; tem também os de alta capacidade, chamados de SDHC; e os de capacidade estendida, chamados de SDXC e que alcançam 2TB.
Além disso, temos as classificações de velocidade. Os mais básicos são da chamada Classe 2, sendo capazes de transferir 2MB/s de dados. As classes vão aumentando até alcançar 10MB/s de velocidade.

Use um adaptador
Os cartões microSD não possuem o termo “micro” à toa. Por isso, use um adaptador para evitar ter problemas ao tentar pegá-los numa mesa sem arrastá-los até a borda e derrubá-los no chão. Se bem que muitos deles já vêm com adaptador desde o momento da compra.
Os adaptadores mais comuns transformam o microSD num cartão SD, permitindo o uso em notebooks e câmeras digitais, para exemplificar.

Mais armazenamento para seu smartphone ou tablet
Certamente este é o principal uso que você venha a encontrar para empregar um cartão microSD em algo bastante útil, que é aumentar a capacidade de armazenamento do seu smartphone ou tablet para guardar mais músicas, vídeos, fotos e aplicativos.
Geralmente, esses dispositivos vêm com pouco espaço de armazenamento interno, o que torna o cartão microSD a única e a melhor alternativa para expandir a capacidade. Mesmo com o advento dos serviços de armazenamento na nuvem, nem sempre isso é muito prático e nem sempre temos conectividade disponível.
Porém, fique de olho pois muitos smartphones e tablets vêm com o slot para microSD escondido embaixo da bateria ou localizado de forma que seja necessário desmontá-los.
Ainda temos aqueles aparelhos que não possuem memória expansível, como os smartphones da linha Nexus que têm capacidade que varia de 8GB a 32GB sem possibilidade de expansão, a menos que se use a tecnologia OTG.
Com esse recurso mais um adaptador, você será capaz de conectar o cartão microSD ao seu smartphone ainda que ele não tenha um slot nativo. Porém, não é lá muito prático.

Use como disco de recuperação
Um uso bastante interessante para cartões microSD é transformá-lo num kit de primeiros socorros para seu sistema operacional, mantendo nele ferramentas de recuperação e restauração de boot ou então um LiveUSB de uma distribuição Linux.
Assim, sempre que houver um problema, basta conectar o cartão a um adaptador e iniciar o sistema de modo seguro. Em seguida, recupere os arquivos e restaure o sistema.

Crie um projeto de Media Center
Você pode instalar a versão do XBMC para RaspberryPi num cartão microSD e transformar o pequeno computador num centro de mídia para ver seus filmes e séries, além de poder escutar suas músicas e desfrutar de serviços online como Netflix e YouTube.
É possível ainda expandir os recursos de um console Wii com o WiiMC e transformá-lo num media center com a ajuda de um cartão microSD e um adaptador.

Execute aplicativos portáteis
Reúna uma coleção de aplicativos portáteis num cartão microSD e tenha sempre à mão programas como navegadores, antivírus, programas de FTP, conversor de músicas e tudo mais que se pode encontrar de maneira portátil na internet.
Ótimo para executar aplicativos sem instalar e também para ter seus programas e configurações sempre prontos, ainda que não esteja usando seu computador. Isso, porém, levanta alguns riscos de segurança, por isso sempre mantenha um antivírus atualizado e tome cuidado com o lugar onde coloca o seu cartão de memória.

Construa um dispositivo ssd
Os drives de estado sólido, ou simplesmente ssd, nada mais são do que memórias flash de alta capacidade. Por não ter partes móveis ou mecânicas, são extremamente rápidos. Cartões microSD também são dispositivos de memória flash.

36886.53000-Adaptador-microSD-para-SSD

Com um adaptador, você pode reunir diversos cartões desse tipo e transformar todos em conjunto num drive ssd. Não será tão rápido nem tão barato quanto um drive ssd propriamente dito, mas fica a dica.

Pequeno e poderoso
Como pudemos observar, um cartão microSD é pequeno, mas bastante flexível e útil. Com ele podemos transferir dados entre dispositivos, aumentar a capacidade de nossos smartphones, rodar centros de mídia, ferramentas de recuperação, programas e até sistemas operacionais inteiros. Logo, não há motivos para desperdiçar todo esse potencial deixando o cartão jogado por aí. Faça bom uso dele!

fonte: CanalTech