SSD em notebook, entenda as vantagens de ter um

ssd

Quando o assunto é notebook e seu armazenamento você provavelmente já ouviu falar na sigla SSD. Mas, afinal, o que é SSD? Visto como a evolução do tradicional disco rígido HD, muito se fala a respeito dele e, para você saber tudo sobre esse tipo de armazenamento, aqui é possível tirar todas as suas dúvidas.

O SSD é uma unidade de armazenamento composta por memórias flash do tipo NAND. A sigla SSD vem de solid-state drive, ou unidade de estado sólido, uma vez que é composta por chips e  selados à prova d’água. Considerada a evolução do disco rígido (HD) ele não possui partes móveis e é construído em torno de um circuito integrado semicondutor, o qual, é responsável pelo armazenamento, diferentemente dos sistemas magnéticos (como os HDs).

A eliminação das partes mecânicas – o SSD não possui um disco magnético que gira e um cabeçote para buscar as informações – reduz as vibrações e tornam os SSDs silenciosos e mais resistentes que os HDs comuns; um fator muito importante quando se trata de computadores portáteis. Por conta disso, o SSD é imune a vibrações e impactos que, em uma situação cotidiana, poderiam levar à perda de dados em um disco rígido ou até mesmo à necessidade de substituí-lo.

notebook + ssd

Imune aos danos causados por vibração e impactos, diferença que já o coloca a frente do disco rígido   convencional, evita muita dor de cabeça. Muitas vezes, o processador do notebook ainda tem muito a oferecer, mas o HD acaba desequilibrando o sistema, tornando-o mais lento do que deveria. Com o SSD, o sistema continuará ágil, moderno e sem problemas com a necessidade de formatação, reinstalação de sistema, corrupção e perda de arquivos. O notebook pode até cair no chão e quebrar, mas as informações estarão seguras dentro do SSD.

Uma das principais vantagens é que o SSD permite usar de forma mais intensa o processador e a memória RAM do computador, acelerando as atividades realizadas. Atualmente eles possuem velocidade de leitura e escritas sequenciais de cinco a 15 vezes maiores que as de um disco rígido tradicional. Com isso, trabalhos como  carregamento de programas e transferência de arquivos, por exemplo, ocorrem de forma perceptivelmente mais rápida.

Outra diferença significativa para os notebooks é o tempo da bateria. Além do desempenho alto, os SSDs permitem em alguns casos, até uma hora a mais de operação usando a mesma bateria, em comparação aos discos rígidos. Por não precisar manter um motor rodando, já que as informações ficam guardadas na memória NAND; que não é volátil e não precisa de energia para se manter armazenada, o SSD opera na maior parte do tempo com um consumo muito baixo de energia.

Sem o motor e as partes móveis, o notebook não faz barulho e não aquece como os equipados com HDs.

Ultrabook ssd

Um notebook com o armazenamento SSD vai ser bem mais leve. Só para você ter uma ideia, enquanto um HD pesa em média, 500g é possível encontrar SSD com 90g e até mesmo com 77g!

É fácil encontrar um notebook que conte com SSD. Aliás, o SSD é um dos atributos que precisa estar presente nos Ultrabooks, máquinas conhecidas por serem mais leves (e o SSD ajuda nesse quesito) e com bom processamento.

Para quem procura mobilidade, quer ter mais tempo de bateria e com o computador rodando todas as aplicações de forma mais ágil, escolha na Oficina dos Bits seu notebook ideal: OficinadosBits.com.br/notebook-s22/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Gostou do conteúdo do blog? Compartilhe! :)

LinkedIn
Share
Instagram